Pesquisar este blog

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Paradoxo


Sou margem, rio, alma.
Sou corpo, fala, silêncio profundo.
Fundo, abismo, escuridão.
Paisagem , ornamento, claridade, imensidão.
O contraste perfeito de mim mesma.
Quero ser larva de uma borboleta.
Bruxa virando princesa.
O universo de um planeta.
Ser lua e sol.
Alegria de uma tristeza.
Avareza de uma virtude.
O vazio de uma completude.
A matéria das cinzas.
Vida da morte.
Eternidade de uma finitude.
A dúvida de uma certeza.
A pequenez de uma grandeza.

5 comentários:

  1. dizem alguns que os contrários se completam...
    abraços

    ResponderExcluir
  2. Luana,
    há grandeza em suas palavras. Há poesia, devaneios, verdades, profundidade. Gostei de aportar aqui... Bjs, Moran

    ResponderExcluir
  3. Os avessos e seus contrários nos enfeitam!

    ResponderExcluir

Obrigada por participar deste blog.